quarta-feira, 14 de março de 2012

Sathya Sai Baba e Dieter Broers: convergência de opinião
 sobre os efeitos das tempestades solares na consciência

Ana Trajano

É muito bom ouvir o que a ciência tem a dizer, sobretudo com relação a assuntos em que ela tão pouco, ou nada, se pronuncia, por julgar, talvez, de natureza inferior aos seus critérios. É muito bom ouvir o que um líder espiritual tem a dizer e, melhor ainda, contrapor as duas opiniões. Afinal, como já afirmava Einstein, “a ciência sem a religião é aleijada e a religião sem a ciência é cega”. Se tudo é Deus em diferentes estágios, ou formas, não podemos separar um do outro, isto é, a ciência da religião ou o líder espiritual do cientista.

Em janeiro publiquei neste blog a opinião de Sathya Sai Baba sobre 2012, exposta por ele em entrevista concedida a um repórter indiano, em 2010, um ano antes de sua partida. Na oportunidade, Baba falou das tempestades solares e nas consequências das alterações magnéticas sobre a nossa consciência. Mais recentemente, o cientista e biofísico alemão Dieter Broers publicou o livro “Revolução 2012” em que trata do mesmo assunto: os efeitos das tempestades solares sobre a consciência. Impressionante a similaridade entre as duas opiniões, a do cientista e a do líder religioso.

Decidi, então, contrapô-las. Vejamos:

Para Broers, as tempestades solares, previstas para 2012 e 2013, ao alterar os nossos campos eletromagnéticos, afetarão nossa consciência e percepção da realidade, levando-nos a experimentar estados mentais que vão dos desconcertantes aos prazerosos. As alterações no campo magnético da Terra, causadas pelas explosões no Sol, poderão alterar nossa percepção do tempo e da realidade e, dependendo do quanto estejamos ou não preparados, poderão causar experiências místicas, mudanças de consciências, alucinações e, até mesmo, poderes mentais. Muitos, porém, poderão experimentar agressividade e depressão.

A opinião de Sathya Sai Baba: “Quando ocorre uma mudança no magnetismo da Terra, surge também uma mudança consciencial, assim como uma adaptação física à nova vibração.” A nova vibração do Planeta, segundo Sai Baba, vem deixando as pessoas nervosas, depressivas e doentes. “Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência a cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira.”
Baba disse isso ao responder a observação do repórter sobre o aumento da maldade no mundo. E aqui está a diferença entre o pensamento do cientista e o do líder espiritual. Broers compara o efeito das tempestades solares sobre a consciência com o mesmo que tomar alguma droga alucinógena muito potente. “Os eventos que o Cosmos guarda para nós em 2012 poderiam comparar-se a receber um copo de suco de laranja onde alguém despejou um pouco de LSD, ou ácido lisérgico sem o nosso conhecimento.” Essas alucinações seriam o sinal de que estaríamos usando partes do nosso cérebro até então não utilizadas.

Baba, entretanto, compara as mudanças à substituição de uma lâmpada de 40w em uma dispensa por outra de 100w. “Não há mais maldade, o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora. Imagine que você tem um quarto, ou uma dispensa, onde guarda suas coisas, iluminada por uma lâmpada de 40w. Se trocar para uma lâmpada de 100w verá muita desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que tinha naquele local. A sociedade está mais iluminada. Isto é o que está acontecendo. Percebe que hoje as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender como a vida se organiza.”

Estas mudanças, segundo ele, não ocorrem apenas na Terra, mas em todo o Universo. São cíclicas. “Informe-se sobre as tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos. Ou pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos polos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar seus instrumentos nos últimos anos.”

Broers afirma que a importância da alteração dos estados mentais está no fato de que passaríamos, por exemplo, a entender melhor a crise pela qual passa o Planeta, ou seja, passaríamos a vê-la como uma doença, para a qual existe cura e só depende de nós. Para ele, “se cada ser humano na Terra fosse exposto a estes campos eletromagnéticos, uma consciência coletiva nasceria nos seres humanos.”

Segundo Sathya sai Baba, a vibração planetária é afetada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos e cada pensamento, cada emoção que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do Planeta. “Assim que aumentarmos a nossa frequência (estado de consciência) podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.”

Otimista com relação aos eventos de 2012, Broers lembra que as condições para a expansão da consciência estão dadas.

Baba vai mais além: “Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos. Estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada. Informe-se. Desperte sua vontade de conhecer estas questões. A ciência sabe que algo está acontecendo. Você sabe que algo está acontecendo. Seja um participante ativo. Que estes acontecimentos não os deixem assustados por não saber do que se trata.”

Curando doenças

Mas, afinal, no que se baseia Dieter Broers para chegar a essa conclusão?-podemos questionar.

Broers tem o que poderíamos chamar de autoridade para falar sobre o assunto, pois há 30 anos pesquisa os efeitos dos campos eletromagnéticos no cérebro. Em suas pesquisas ele descobriu que o estado de consciência de uma pessoa pode ser alterado quando seu cérebro é exposto a campos eletromagnéticos de certa intensidade. Estados de consciência normais estão diretamente relacionados com campos eletromagnéticos normais. Estados de consciência normais nos permitem manter uma percepção do tempo normal. Em contrapartida, campos magnéticos severamente anormais, ou sua ausência, provocam estados mentais alterados e, em consequência, distorções em nossa percepção do tempo.

Quando afirma que os efeitos das tempestades solares sobre nosso cérebro podem nos ajudar a curar o Planeta, Broers refere-se a um processo de cura, chamado de “terapia de mega-ondas”, que consiste em submeter os pacientes a campos eletromagnéticos, idênticos aos encontrados na natureza, através de dispositivos colocados sobre suas cabeças. Comprovou-se o alto êxito de cura desse método, o que é atribuído ao fato de os pacientes, através das alucinações, entenderem a causa do seu problema. “Os estados mentais alterados são provocados pelos processos neuroquímicos e pela produção de substâncias psicoativas ou alucinógenas. Sob certas condições o cérebro é capaz de produzir o que poderíamos chamar de substâncias ilegais”, explica ele.





7 comentários:

Boa ideia! disse...

Curti!

Vibreleve disse...

Que bom que mais gente está percebendo esse aceleramento da consciência humana, estou avido pelo que está por vir

Eduardo Billy

Charles Nibbering disse...

Show de bola, muito coerente!

Unknown disse...

Cheguei ao seu blog depois de ter acabado de ler uma entrevista do Dieter Broers. Na verdade fui conduzida. Lendo sobre quem é vc, me lembrei de um texto bem legal sobre o ego. Aí vai:
"O meu ego é o corpo, a mente e as emoções, a minha pessoa (persona) ou personalidade. O meu EU é a minha alma, a minha individualidade.
Eu sou o EU - eu tenho o ego.
Eu sou a minha alma - que tem corpo, mente e emoções.
O que em mim peca é aquilo que eu tenho, mas o que me redime é aquilo que EU SOU.
Nenhum HOMEM-EGO pode compreender a Deus, mas o HOMEM-EU pode sentir, intuir e viver o que é DEUS. A certeza sobre Deus não vem de provas ou demonstrações engendradas pelo homem-ego, mas vem da experiência íntima do HOMEM-EU, do elemento divido no homem.

Namastè

Unknown disse...

Retificando...
do elemento divino no homem.

Namastè

Ana Trajano disse...

Unknown, adorei o que disse. Muito obrigada por me fazer entender o que sou! Outro dia, respondendo a um comentário no Face, eu disse: "eu sou a minha alma, montando um cavalo selvagem difícil de domar que é o ego."

Pedro Pail disse...

E cada vez mais se "solidifica" em nossas consiências , de que , homens como SÓCRATES , GALILEU , JESUS , ALLAN KARDEC , EINSTEIN , só para citar alguns , estavam muito à frente de sua época !!! E eram mal julgados pelas massas manipuladas por aqueles que , até os dias de hoje , preferem viver na lixeira , nos seus chiqueiros mentais , e tentam de tods as formas , trazer para o seu meio , aqueles que ainda tem dúvidas , que vacilam , em termos de consistência da consciência !!! Bons tempos estão chegando , e tudo a seu tempo e de acordo com os "Engenheiros Siderais" .... (sugestão de leitura - Ramatís - "Mensagens do Astral" , Fisiologia da Alma" ,etc.; Huberto Rodhen - "Cosmoterapia",etc...)