quarta-feira, 25 de janeiro de 2012


A visão de Sathya Sai Baba sobre 2012
                                                Ana Trajano
Sathya Sai Baba


Refleti muito antes de postar este texto, com o temor de que este blog venha a ser confundido, ou relacionado com alguma religião. Vale salientar que o autor das palavras que seguem tinha como ensinamento que “só há uma religião: a religião do amor; só uma casta: a casta da humanidade; só uma linguagem: a linguagem do coração”. Este homem chama-se Sathya Sai Baba e as informações aqui apresentadas são resultado de uma entrevista que concedeu a um repórter indiano, em 2010. Sai Baba partiu no domingo de Páscoa de 2011, deixando não apenas para seu país, a Índia, mas para toda a humanidade, um legado espiritual que jamais será esquecido.

Na análise que segue, Sathya Sai Baba traz outro olhar, outra leitura sobre 2012, diferente das apocalípticas e catastróficas que estamos acostumados a ouvir, e que nos enchem de medo. Sábio, mas meticuloso com as palavras, como sempre foi, Baba nos mostra que o mundo, tal como o conhecemos, ou no qual o transformamos, vai acabar sim! Mas o mundo de velhos paradigmas, de velhos saberes, de velhos conceitos e roupagens que não nos servem mais.

Decidi, enfim, postá-lo porque ele responde perfeitamente à proposta deste blog de instigar a discussão acerca da cultura de paz, pois o estabelecimento da paz passa necessariamente por todas as mudanças que estamos vendo acontecer. Partindo, é óbvio, do pressuposto de que a paz começa em cada um de nós, da necessidade de estarmos abertos às mudanças, e de que conhecendo a nós mesmos, possamos conhecer melhor o mundo no qual vivemos.

A entrevista

P : Ouviu falar de 2012 como um ano em que algo ocorrerá?

Os mais negativos pensam que neste ano o mundo termina, mas isso não é real, neste ano começa a Era de Aquário. (...) Na verdade, este planeta está sempre mudando a sua vibração, e estas mudanças intensificaram-se desde 1898, levando um período de 20 anos de alterações dos polos magnéticos que não ocorriam há milhares de anos.Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança de consciência, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o universo, como a ciência atual tem comprovado. (...)

Esta alteração magnética se manifesta como um aumento da luz, um aumento da vibração planetária. Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afetada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos. Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do Planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria ao nosso redor, mas é assim mesmo.

Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocara sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor, e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto. Porém, se liberar sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de fato neste momento com o planeta e a humanidade .“Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos”.

P: Mas como? Não percebe a escuridão?

R: Sim a vejo, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? Claro que entendo aqueles que a temem, porque também fiquei parado nesse lugar onde apenas via o mal. E por esta razão sinto amor por tudo.

A escuridão não é uma força que obriga a viver com mais ruindade ou com mais ódio. Não é uma força que se opõe à luz. É ausência da luz. Não é possível invadir a luz com a escuridão, porque não é assim que o principio da luz funciona. O medo, o drama, a injustiça, o ódio, a infelicidade, só existem em estados de penumbra, porque não podemos ver o contexto total da nossa vida. A única forma de ver a partir da luz é por meio da fé. Assim que aumentamos a nossa frequência vibracional (estado de consciência), podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.

P: Mas como pode afirmar tudo isso, se no mundo existe cada vez mais maldade?

Não há mais maldade; o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora. Imagine que você tem um quarto, ou uma despensa, onde guarda suas coisas, iluminado por uma lâmpada de 40w. Se trocar para uma lâmpada e 100w, verá desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que havia. Percebeu que hoje em dia as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender a forma como a vida se organiza.

A nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira. Esta mudança provoca dores físicas nos ossos, que os médicos não conseguem resolver, já que não veem uma doença que possa ser diagnosticada. Dirão que é causada pelo estresse.Porém isto não é real. São apenas emoções negativas.
Algumas noites as pessoas acordarão e não conseguirão dormir por algum tempo. Não se preocupem! Leiam um livro! Meditem! Assistam TV! Não imaginem que algo errado ocorre. Você apenas está assimilando a nova vibração planetária. No dia seguinte seu sono ficará normal, e não sentirá falta de dormir. Se não entender este processo, pode ser que as dores se tornem mais intensas e você acabe com um diagnóstico de fibromialgia, um nome que a medicina deu para o tipo de dores que não tem causa visível. Para isto não existe tratamento específico – apenas antidepressivos, que farão com que você perca a oportunidade de mudar sua vida. Uma vez mais, cada um de nós precisa escolher que tipo de realidade deseja experimentar. Porém, sabendo que desta vez os dramas serão sentidos com mais intensidade; assim como o amor. Quando aumentamos a intensidade da luz, também aumentamos a intensidade da escuridão, o que explica o aumento de violência irracional nos últimos anos.
Estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada. Informe-se, desperte sua vontade de conhecer estas questões. A ciência sabe que algo está acontecendo, você sabe que algo está acontecendo. Seja um participante ativo. Que estes acontecimentos não os deixem assustados, por não saber do que se trata”.











Nenhum comentário: